1 min de leitura

A partir de março a escola Cipriano Porto Alegre, no bairro Lagoa, localizada em Rio Grande (RS), deve contar com um projeto piloto de escola cívico militar. A adesão foi decidida em votação realizada após audiência pública que reuniu professores, funcionários e famílias de alunos. O placar da votação foi de 49 votos a favor e três contrários.

A proposta é contar com o apoio de militares inativos da Marinha do Brasil para promover atividades extracurriculares no turno inverso para alunos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental.

A instituição de ensino Cipriano Porto Alegre atende atualmente 844 alunos desde a educação infantil até o final do Ensino Fundamental. Apesar de ser reconhecida como referência no município, o impacto de dois anos de pandemia e ensino remoto preocupam a direção, que deposita expectativas no novo programa.

“Eu espero ajudar mais o nosso aluno, pois nestes dois anos em que estamos parados tem muitas perdas e a gente vai tentar através deste programa, com os inativos da Marinha tentar resgatar um pouco do que eles perderam ao longo deste tempo. O que propõe não é uma coisa tão diferente do andamento atual da escola. Só será agregado mais recursos humanos, para melhorar mais ainda nosso IDEB e a situação das crianças”, avalia a diretora Rosa Maria Casanova.

Apesar da proposta inicial ser de integrar apenas os estudantes das séries finais do Ensino Fundamental, a direção não descarta ampliar o projeto também para os anos iniciais, caso exista uma boa avaliação das atividades após os primeiros meses.

 

*Com informações da Prefeitura do Rio Grande

Comentários